Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Tenho de vos falar do Hotel Axis

por Fulano de Tal, em 25.03.15

O Hotel Axis do Porto promete-me 4 estrelas, mas bafeja-me 5. Se os gajos virem isto até vou ficar envergonhado, mas julgo não estar longe da verdade se vos disser que a equipa de colaboradores do Axis Porto é a melhor do país.

Ainda não vi as fuças ao chef mas o bacano faz-me com cada iguaria que estou a escrever isto e a salivar pela sopa de grão-de-bico, e pelos filetes que já prometeram não trazerem os espinafres enrolados, como é norma. Demorará um pouco mais. Aceito de bom grado a espera, e percebo que demore mais a tirar os espinafres que a enrolar os filetes.

Os colaboradores já me conhecem, e eu já os conheço a eles. Quando me vêm a chegar começam logo a sorrir e a dizer “hoje vai ser complicado!”. É a maneira deles de me fixarem a expectativa abaixo do que conseguem executar, para depois me surpreenderem acima do que eu conseguia antecipar. É como se um médico me dissesse “Eh pá, você tem leucemia”, mas ambos sabemos que a seguir me vai dizer “Boas notícias, o exame deu negativo, e o que você tem é um belíssimo diamante nos rins”.

O Carlos franze logo o sobrolho quando me vê a sair do elevador “Isto hoje vai ser difícil Sr. Fulano de Tal”.

“Os secretos vêm com risotto de espargos, mas como os espargos são adicionados, eu vou ver com o chef se conseguimos fazê-lo sem….”.

“Mas eu comi risotto ontem… de cogumelos.”

“Não se preocupe com o acompanhamento. Se quiser mudamos”.

O Paulo preocupa-se se são alergias ou se simplesmente não gosto desta variedade toda de vegetais. Não gosto, Paulo. Desculpe, eu até tenho vergonha de cada vez que venho aqui e tenho de vos falar destas restrições todas.

“O que é isso, Sr. Fulano de Tal. Eu não consigo comer melão, nem melancia”. Ele sabe bem o que isto é.

O que é certo é que todos os dias como aqui no restaurante as melhores refeições da minha vida. Ups… chegou a minha bolinha de queijo Filadélfia. Sem orégãos e nem tive de lhes dizer nada. Isto a vocês não diz nada, mas a mim, que estou aqui sentado e vejo sair dezenas de bolinhas carregadas de orégãos, e depois a minha, branquinha e cremosa e sem erva, diz-me da qualidade desta gente.

Recordo-vos que não lhes disse nada. Eles sabem. O Carlos, o Paulo e a restante malta do Axis não são apenas amistosos. São amigáveis. Não são apenas bem treinados. Preocupam-se comigo.

E depois há o segredo mais bem guardado da zona norte: o Tons do Douro, Branco e bem fresco. Filho da mãe.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui