Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pró taxi, lamento

por Fulano de Tal, em 12.09.15

Tenho amigos de direita e outros de esquerda.

Tenho amigos que gostam de refugiados e outros que os odeiam.

Tenho amigos que protegem direitos de animais e amigos aficionados de tourada.

Dêem-me um tema e eu apresento-vos na hora dois amigos dispostos a andar à pancada.

Exceto no tema Uber. Aqui todos os meus amigos são pro Uber e detestam taxistas. Falam-me das maravilhas que proporciona a App. Da simpatia dos condutores. Da limpeza dos automóveis. E depois apresentam-me vídeos de taxistas virulentos e insurretos. Fulanos execráveis.

E é neste mar unanimista que eu navego. O mais natural seria eu adorar a Uber, nem que fosse por osmose. Só que eu não tenho a app, não acho sequer grande valor neste tipo de apps, não acho que “sejam o futuro”. Se isto fosse o futuro do transporte público, o site AshleyMaddison era o futuro das relações matrimoniais.

Tenham juízo e não exagerem nos argumentos. A malta por gostar das coisas mas não precisa de extremar-se com loas exageradas a coisas que não as merecem.

Também não ando de táxi. Não gosto nem desgosto mais de taxistas do que de pedreiros, canalizadores ou arquitetos. Existem até profissões que me provocam maior animosidade.

Tenho portanto uma visão desapaixonada desta conversa toda.

Mas se a Uber não paga impostos… alto! Que isso provoca-me uma incompatibilidade insanável com o negócio. Depois há outras mesquinhices como as carteiras profissionais e os seguros. Há defesa conhecida para esta questão? Estou disposto a mudar de ideias, mas para já… fico-me pró táxi

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui