Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Molho de mostarda

por Fulano de Tal, em 05.10.15

“Blá blá blá blá blá… e de entre os condimentos que constam da carta para acompanhar o bife escolhemos o molho de mostarda.” Pedido feito. Sorrisos.

 

Minutos depois inicia-se a satisfação do pedido. Blá blá blá blá blá… bifes. Não se avistando o molho de mostarda interroga-se o funcionário. “O molho de mostarda?” Molho de mostarda. Molho de mostarda. Molho de mostarda. Funcionários questionam-se numa hierarquia que vai da camareira ao chefe de sala e de volta à camareira. O molho de mostarda já vem.

 

Passam-se alguns momentos e é apresentando um pires com uma borrifadela abundante de mostarda. Olhares de surpresa entre os comensais. “Se eu tivesse pedido o molho de cogumelos surpreender-me-ia com dois magníficos cogumelos acabados de colher?”. Piada não colheu qualquer reação. “Isto não é molho de mostarda. É mostarda”. Pois que não pretendíamos mostarda mas sim um molho que tornasse o bife suculento.

 

Mostarda. Mostarda. Mostarda. Voltam os cochichos entre funcionários, hierarquia acima e hierarquia abaixo. Tinha havido um engano. O molho estava a ser preparado e desta vez estaria acima de qualquer crítica. Palavra de camareira. Sorrisos cúmplices entre camareira e comensais.

 

Mais um pedaço adiante, chega uma pequena taça fumegante com mostarda liquefeita pela ação exclusiva de um micro-ondas. Pude comprovar isso mesmo, colocando o indicador primeiro na taça e depois no palato. “Oiça: o facto de aquecer a mostarda não faz da mostarda menos mostarda. O facto de ela mudar de estado e ser agora liquida, não chega para configurar um molho”.

 

Mostarda liquida. Mostarda liquida. Mostarda liquida. Azáfama entre funcionários que segredam entre si e olham para nós. Funcionária sénior acerca-se da mesa. “A cozinheira é nova. Não sabe como se prepara o molho”.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui