Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Hábitos alimentares

por Fulano de Tal, em 27.01.15

A empresa que me acolhe esta semana é muito catita. Os escritórios são bonitos, espaçosos, alusivos à indústria em que eles se especializaram. No andar de cima tem uma pequena copa, onde desde ontem eles tentam desesperadamente alimentar-me, trazendo-me todo o tipo de víveres que eu repudio com bastante vigor: “isto tem salsa”, “aquilo tem tomate”, “esta sandes tem umas ervas que eu não reconheço”.

Coitados. Especialmente coitada da S., que tem por missão fazer as compras e me pergunta todos os dias o que vou querer. Vai para casa com os nervos em franja.

Aposto que me chama nomes assim que viro costas. Hoje enquanto estava ali sentado, a comer a salada de frutas que finalmente tinha acordado com S., apareceu M. para me fazer uma demonstração de grotesco. Vinha com duas batatas na mão, com uma faca picou-as à minha frente, com casca e tudo, e vai de meter aquilo no micro-ondas. Suponho que tenham ficado cozinhadas porque sobre elas célere correu um molho castanho onde vislumbrei umas feijocas. Ali ficámos um pedaço, sem dizer palavra. Ela provavelmente com receio que eu lhe cobiçasse a feijoada. Eu com medo que ela ma oferecesse e tivesse de lhe confessar a minha repulsa.

Ficámos portanto em silêncio, até que eu não aguentei mais e vim embora escrever este texto.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui