Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A ideia de Passos

por Fulano de Tal, em 13.07.15

6:30h da manhã. Uma vista de olhos pela sala com vista para a Rue de la Loi, no Le Berlaymont, sede da Comissão Europeia em Bruxelas, deixava perceber o cansaço de quem se encontrava há 16 horas a discutir uma solução que teimava em não aparecer.

As caras pálidas e macilentas dos representantes dos povos do norte, em sintonia com as olheiras profundas dos representantes dos povos do sul, eram o espelho do desalento.

“Então e se….”, começou uma voz pausada em jeito de mamar doce, “dos 50 mil milhões, destinássemos metade a coiso, e a outra metade a coiso?” Todos os olhares se voltaram para Pedro. Olhares Gregos desesperados, olhares Alemães cansados, olhares Espanhóis assustados. Fitavam os olhares Portugueses vivazes. Ninguém havia pensado naquilo antes. Metade para coiso, e outra metade para coiso.

Eureka! De repente todas as dúvidas se dissiparam. As Montblanc saltaram dos bolsos dos casacos, os óculos saltaram das testas de volta ao sítio de onde nunca deveriam ter saído: o topo dos narizes.

O acordo era afinal possível, e em cinco minutos estavam todos fora dali a comer torradas tostadinhas com compota de morango.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui