Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Simulacros de sismo

por Fulano de Tal, em 28.10.16

Nova Imagem.jpg

Aquelas pessoas são da PT e estão a participar num simulacro de sismo. Os simulacros de sismo (ou de incêndio) são dos exercícios mais estúpidos e inúteis a que se prestam as organizações. O Mourinho dizia que um pianista não treina a correr à volta do piano. Treina a tocar. Um sismo não se treina com a malta a vir pacata e ordeiramente a fumar e a conversar sobre qualquer coisa, enqua...nto uns senhores de colete amarelo os vão arrebanhando no caminho.

Este simulacro correu particularmente bem. Pude observar que não morreu ninguém soterrado em escombros, ou pisoteado por uma turba em pânico. Aliás não morreu ninguém, por nenhum motivo, neste simulacro. Foi um verdadeiro êxito.

Podem por isso vir os sismos de magnitudes bíblicas com epicentro aqui mesmo nas Laranjeiras que na PT não morre ninguém. Estão preparados. Ou dilúvios cataclísmicos. Em Setembro fez-se um exercício em que todos saíram à rua com braçadeiras. Isto é uma malta treinada para sobreviver mesmo quando confrontada com as piores catástrofes naturais.

Quem gosta muito de sismos é a dona da Laranjinha (aquele café lá ao fundo). Em dia de sismo acorrem muitos Clientes não habituais, que se deliciam com queijadinhas e bolo de bolacha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parquímetros para totós please

por Fulano de Tal, em 12.10.16

Nova Imagem.jpg

 

No "Mundo Maravilhoso de Fulano de Tal", onde habito, os parquímetros têm apenas dois botões, por todos os demais se revelarem desnecessários.

Um botão tem a cor verde e prescinde de qualquer outra sinalética. Ao premi-lo o sistema contabiliza o dinheiro inserido e emite um papel. O visor apresenta a mensagem “Obrigado” por alguns instantes antes de se desvanecer lentamente.

O outro botão tem a cor vermelha e também ele não requer mais explicações. Ao premi-lo, o sistema devolve quaisquer moedas que tenham sido introduzidas e volta a exibir a mensagem no visor “Introduza moedas”.

Hoje debaixo de uma chuvada inclemente, e pressionado por dois cidadãos dispostos em fila indiana atrás de mim e em clara violação do meu espaço restrito, tive de debater-me com este parquímetro. Um generoso teclado INTEIRO.

Honestamente que pensei que me cabia a mim a tarefa de datilografar todo o bilhete, com a morada da EMEL e os números de registo da conservatória (o que explicaria o teclado numérico no topo). Há até botões com bandeirinhas, sinais que se assemelham aos de reciclagem, alguns dos principais operadores matemáticos (notei a falta da divisão, curiosamente), e botões com o símbolo internacional da acessibilidade. Pergunto-me que desígnio insano cumprem todos estes botões.

Alguém sabe?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma mãe espalhou umas embalagens de tomates cherry na mesa da festa da escola. Onde antes só brilhavam bolos e fritos. Aposto que se sente orgulhosa desta tomada de posição. Está a dar-nos uma lição a todos.

Os familiares famintos precipitam-se para as mesas. Em 5 minutos os tomates cherry são o único alimento que resta. Três belíssimas embalagens de plástico com pelo menos 18 tomates cada, e nem foram abertas. 54 solitários tomates. Pobre mãe. Que enxovalho às suas convicções.

Mas eu sei como pensa esta gente. Nós é que estamos errados. Ela só fez o mais acertado. Um dia havemos de morrer todos com artroses e as veias entupidas e ela viverá 150 anos a infernizar a vida dos que a rodeiam. Penso isto enquanto palito distraidamente os restos do croquete de carne com a ponta da língua e arroto às batatas fritas “barbecue”, a minha escolha de entre a variada oferta de batatas fritas.

 

Outra mãe. Punk. Cabelo rapado, uma crista moicana e uma farpela daquelas que vocês estão a ver e eu não consigo descrever com exatidão. Tive muita pena. Ela é o uber-peixe fora d’água. Ao pé do sofrimento dela, o meu é um passeio no parque. Imaginem estar ali e ter de bater palmas ao som de Bruno Mars quando o que apetecia era um mosh ao som de Misfits, ou Ramones, vá…

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor