Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Maggie, a pequena octópode de 8 mm

por Fulano de Tal, em 22.10.15

Maggie é uma pequena aranha que há dois dias não faz outra coisa senão tecer finos fios de seda entre o volante do meu carro e as minhas orelhas. Se a pudesse dispor, totalmente espalmada e com as suas patitas estendidas sem a aleijar, o que apenas é possível em abstrato, não mediria mais que 8 mm, de ponta a ponta. Mas a sua capacidade para tecer e equilibrar-se na sua obra é incrível.

 

Há dois dias que ando em viagem e lá anda ela, do volante para a minha orelha e depois par...a o volante. Nunca percebi como é que ela faz o primeiro percurso até à minha orelha. Ou se sempre esteve na minha orelha e apenas se desloca para o volante quando finalmente chego ao carro. Quando dou por mim, estou na portagem dos Carvalhos e o fio já está tecido e Maggie encavalitada nele. Não creio que tenha a pretensão de caçar quaisquer insetos no meu inóspito automóvel. Espero estar enganado, não vá aquilo ser afinal o Tromba Rija dos pulgões e outros afídios.

 

Sei que é um octópode, porque hoje entre Antuã e a Mealhada se deixou balançar indolentemente no fio que ela própria teceu e pude contar-lhe as patas. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8. 8 patas. Octópode. E é tudo quanto sei sobre ela. Na realidade nem sei se é uma ela. É apenas um desejo que formulo porque sei que no mundo dos artrópodes é frequente as fêmeas em algum momento devorarem os machos. Que desperdício de sensibilidade teria sido eu poupar esta boa aranha durante dois dias para acabar devorada por uma amante.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Deixe o seu comentário caso tenha gostado de passar por aqui