Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pelotão de idosos

por Fulano de Tal, em 01.04.14

Estação de Serviço de Santarém (A1) 9:14, do dia 1 de Abril de 2014

Aquilo que deveria ter sido uma reconfortante pausa para café. Apercebo-me tardiamente da presença deles, e acabo por entrar na cafetaria no meio de um pelotão de septuagenários que, tão subitamente quanto as suas várias artroses lhes permitem, irrompem pelo estabelecimento em fúria, saídos de um pesado de passageiros em trânsito para não sei que destino geriátrico.

A fila caótica que se gera para o pré-pagamento dos consumos é difícil de descrever. Os idosos são incapazes de respeitar uma fila, e na proporção inversa, eu sou incapaz de os desrespeitar a eles. Pelo que me calo cobardemente, enquanto se plantam à minha frente, indiferentes à minha presença.

Sou invisível, exceto para me sorrirem depois de dizerem em voz alta a sua última chalaça, como que a garantir que os ouvi, e que lhes credito a pilhéria.

Enganam-se nos pedidos. Enganam-se nos trocos. Pedem e pagam tortas, mas são incapazes de se decidir entre duas opções: com ou sem chocolate. Hesitam entre açúcar ou adoçante. Querem conversar e sorrir para as empregadas. Conversam entre eles enquanto aquelas, pacientes, esperam pela nota de 10 Euros que teima em sair-lhes das mãos.

Busco em mim a última réstia de paciência para também eu esperar pelo trespasse da nota. Ocupam as mesas todas em algazarra, o que deita por terra o meu plano de me concentrar na resposta a alguns emails que chegaram durante a manhã. Acabo por selecionar uma daquelas mesas de pé alto, e fico a observá-los. Há os que bebem cerveja, desafiando as últimas descobertas científicas sobre a longevidade. Há os que usam aparelho auditivo. Há muitas senhoras, mais senhoras que homens. Cabelos curtos mas volumosos, ligeiramente amarelados. Parece existir uma predileção por esta tonalidade capilar, e por aquele corte em particular, como se todas elas partilhassem o mesmo salão, o que porventura será verdade. Maquilhadas para engatar outros idosos, ou então apenas para se sentirem bonitas.

Dou por mim a pensar que são na realidade mais bonitas estas idosas, que a maioria das empregadas da estação de serviço.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor